Flower_top_left Flower_top_right
Banner_930x175pxl

Imprensa

Vitrine – Thamara de Costa Pereira - Correio do Povo | Porto Alegre, 16 de Dezembro de 2006

Carapinha real, doces de Pelotas e champanha

Espumante é a bebida do mês. Uma boa dica de aperitivo para harmonizar com a bebida é a carapinha real, produzida pela loja Doces de Pelotas (Quintino Bocaiúva, 345)

Carapinha Real
Ingredientes:
250g de amendoim
150g de amêndoas
150g de castanhas do Pará
150g de nozes
50g de avelãs
1 xícara de açúcar refinado
½ xícara de água
Modo de preparo:
Torre amendoins, amêndoas, nozes e avelãs no microondas, calculando 1 minuto para cada 100g. Para as castanhas do Pará calcule 2 minutos para cada 100g.
Coloque o açúcar e a água numa panela e deixe ferver até que fique em ponto de bala. Mexa com colher de pau, rapidamente, até formar uma espuma. Abaixe o fogo e coloque os demais ingredientes já tostados, cuidando que todos fiquem cobertos com o açúcar. Apesar da aparência úmida, retire rapidamente da panela e coloque em uma forma tipo assadeira, forrada com papel manteiga, mexendo de vez em quando para secar bem soltinho. Deixe esfriar completamente e guarde em potes fechados.

List_cp_16_12_06_site
Segundo Caderno – RSVIP – Paola Deodoro – Zero Hora | Porto Alegre, 16 de Dezembro de 2006

Nova Geração

A pequena Manoela revolucionou os costumes da casa de Lívia e Ismael Chaves Barcellos. Por conta da neta, a festa de Natal da família será em tons de Pink, substituindo o vermelho tradicional.
A confeitaria Doces Pelotenses também entrou nessa revolução e está preparando bem-casados decorados com lacinhos cor de rosa para a data.

List_zh_16_12_06_site
Eduardo Conill – Correio do Povo | Porto Alegre, 13 de Dezembro de 2006

Neneca Parreira já encomendou. São extremamente gostosos e bem decorados os bem-casados para as festas de final de ano que Egon Kunrath mostra em sua loja Doces Pelotenses, na Quintino.

Gastronomia – Carlos Pires de Miranda – Jornal do Comércio | Porto Alegre, 01 de Dezembro de 2006

Doces Pelotenses tem embalagens natalinas para seus incomparáveis bem-casados. As caixas custam de R$ 15,00 a R$66,00(esta com 18 unidades). Frutas cristalizadas, biscoitos e fios de ovos também integram a bonita linha de festas. Rua Quintino Bocaiúva, 345, tel. 3222-4929 (entrega) ou www.docespelotenses.com.br

List_jc_01_12_06_site
Gastronomia – Bete Duarte – Zero Hora | Porto Alegre, 01 de Dezembro de 2006

Delícias de Natal

A Doces Pelotenses (Quintino Bocaiúva, 345) criou alguns kits especiais para o Natal. São botas com doces cristalizados (a partir de R$ 15), potes de biscoitos (R$ 13), cestinhas com figada, pessegada ou goiabada (R$ 19) e dupla de geléia de frutas e doce de laranjinha kinkan (R$ 12). A confeitaria também aceita encomenda de fios de ovos (R$ 35 o quilo).

List_zh_01_12_06_site
Revista Alta Gastronomia – edição 61 – Foyer | Porto Alegre, Dezembro de 2006

Duas décadas de Doces Pelotenses

Fundada em 1986, a Doces Pelotenses há 20 anos traz a Porto Alegre os mais tradicionais doces de Pelotas, cidade conhecida pelos seus tradicionais quitutes. Essa fama não é de hoje, ela remete ao sáculo XIX, com a influência européia na cidade, e na sua gastronomia. A distância entre a tradicional cozinha e a capital do Rio Grande do Sul é encurtada pela Doces Pelotenses. (51)3222-4929

Jornal Clube do Aposentado PanVel – Nº 38 – Ano 4 | Porto Alegre, Novembro de 2006

Sabor dos anjos

Dona Dulce não precisa mais ir até Pelotas para trazer a receita dos doces mais gostosos do Estado. Em Porto Alegre, a Doces Pelotenses é especializada em disponibilizar dezenas de delícias produzidas pelas mais tradicionais doceiras da terra da Fenadoce. Egon Kunrath, proprietário da loja, ensina como é fácil fazer papos-de-anjo. Surpreenda sua família com essa gostosura!

Papos-de-anjo
Ingredientes:
- 1 kg de açúcar cristal
- 1 litro de água
- 5 gotas de essência de baunilha
- 24 gemas
- 1 colher de fermento em pó
Modo de preparo:
Coloque o açúcar e a água em uma panela. Leve ao fogo e mexa até dissolver. Deixe ferver até formar uma calda rala. Reserve.
Bata as gemas com a baunilha até triplicar de volume, após acrescente o fermento. Coloque em forminhas pequenas de empadas, untadas com manteiga. Encha até a metade, asse em forno pré-aquecido até dobrarem de volume e ficarem secos. Desenforme e fure um a um com um palito. Mergulhe os doces na calda ainda quente.
Quando esfriar, coloque em compoteiras e leve à geladeira.

Rendimento: 30 porções

Site Display Card – Newsletter Edição 60 | Internet, 26 de Outubro de 2006

Para todas as ocasiões

Elegantes e saborosos são os Doces Pelotenses, perfeitos para esta época de Halloween, para incrementar o encontro de amigos, e sem dúvida para eventos sociais e empresariais. Os doces são acondicionados individualmente e a embalagem pode variar de acordo com a solicitação; atende pedidos de pequeno e grande porte, conforme necessidade do cliente ou empresa.
Doces Pelotenses: rua Quintino Bocaiúva, 345 - Moinhos de Vento - Porto Alegre/RS.
Fone 51-3222.4929 - http://www.docespelotenses.com.br/

Gastronomia – Carlos Pires de Miranda – Jornal do Comércio | Porto Alegre, 23, 24 e 25/06/2006

A Doces Pelotenses surgiu em Porto Alegre em 1986, simultaneamente à criação da Fenadoce, em Pelotas. É de lá que todas as semanas a loja recebe 150 tipos de doces elaborados artesanalmente. Aberta de segundas-feiras a sábados, das 10h às 19h, na Quintino Bocaiúva, 345, tel. 3222-4929. Ou www.docespelotenses.com.br

List_jc_23_06_06
ZH Moinhos – Zero Hora | Porto Alegre, 19 de Maio de 2006

Doçura no Moinhos

Bem-casado, pastel de Santa Clara, trouxinhas de ovos ou castanhas – a tradição do sul do Estado em doces caprichados desembarcou em Porto Alegre há 20 anos, com a Doces Pelotenses. Situada desde sua fundação no bairro Moinhos de Vento, a loja virou destino dos amantes da doçura e oferece centenas de delícias elaboradas pelas quituteiras de Pelotas. A primeira loja se instalou em um sobrado amarelo, na Rua Félix da Cunha. Em 2001, a Doces Pelotenses se mudou para a Rua Quintino Bocaiúva, 345, próxima ao Grêmio Náutico União. Além dos chamados doces finos – fabricados conforme as tradicionais receitas trazidas pelas famílias portuguesas e por filhos de charqueadores que viajavam pela Europa –, as prateleiras dispõem de compotas, frutas cristalizadas, geléias e biscoitos, entre outros produtos que chegam semanalmente. A Doces Pelotenses atende de segunda-feira a sábado, das 10h às 19h. O ZH Moinhos revela a receita de um dos tradicionais doces que pode ser encontrado na loja, a trouxinha de nozes. Confira: Trouxinha de Nozes
Ingredientes:
Para a trouxinha: 1 lata de leite condensado, 1 colher de sopa de manteiga, 200g de nozes moídas
Para os ovos moles (recheio): 12 gemas, 12 colheres de sopa de açúcar refinado, 1 xícara de chá de água, 1 colher de chá de manteiga
Modo de preparo
Para a trouxinha: Unte a panela com a manteiga, coloque o leite condensado e deixe ferver.Misture as nozes e mexa até soltar do fundo da panela. Deixe esfriar e abra com um rolo no meio de dois plásticos, cortando a massa com a boca de um copo ou cortador redondo. Recheie as rodelas com ovos moles, feche e decore com um pedaço de nozes. Coloque em pelotinas.
Para os ovos moles (recheio): Com a água e o açúcar, faça uma calda em ponto. Deixe amornar, junte as gemas e leve ao fogo para dar o ponto. Depois de pronto acrescente a manteiga.

List_zh_19_05_06_site
Flower_bottom_left Flower_bottom_right